Pirâmides financeiras: MMN, STC, "Google me paga R$ 300 por hora", TelexFree e todas as arapucas.



Durante toda a minha vida eu via ou recebia anúncios de como ter uma renda extra trabalhando pela internet. Alguns eram um tanto exagerados, as pessoas da foto eram sempre estrangeiras posando para fotos ao lado de mansões, carrões e iates. Para começo de conversa, eu achava aquilo tudo muito "over" e pensava comigo mesmo o porquê dessas pessoas decidirem repartir o segredo de suas fortunas. Não fazia o menor sentido, nunca fez. Então em 2008 eu decidi investigar para poder escrever sobre o assunto com propriedade.






Vamos começar do básico: partindo do princípio de que todos esses sistemas são pirâmides financeiras. No decorrer deste post vocês irão compreender porque estes sistemas SÃO pirâmides financeiras.

Mas o que é uma pirâmide financeira? Os mais "antigos" já estão familiarizados com este termo que foi febre nos anos 80 e 90 levando muitos a conseguirem obter grandes quantias de dinheiro, como também trouxe muitos prejuízos financeiros a tantos outros.

Pirâmide financeira é um esquema de recrutamento de pessoas, gerando renda somente do recrutamento de novos membros e da cobrança de taxas, sem que nenhum produto ou serviço real seja movimentado. Este esquema tem vida curta, e os que por último ingressarem praticamente não possuirão nenhuma chance de recuperar o dinheiro investido de se beneficiarem com o esquema.

Na prática, uma primeira pessoa investe um valor "X" e recruta um número "X" de pessoas que devem ingressar com um outro valor "X" e assim por diante, formando uma "pirâmide". Sendo assim, os terceiros irão reverter este valor em benefícios para os primeiros, os quartos para os segundos, os quintos para os terceiros e assim por diante. O que ocorre é que, conforme o número de pessoas (ou da pirâmide) vai crescendo, as chances dos que estão por baixo vão diminuindo, nas mesma proporção em que a pirâmide aumenta, pois a cada vez, é necessário um maior número de pessoas.

Antigamente esse sistema era divulgado através de anúncios em revistas, jornais e até mesmo de cartas recebidas pelos Correios. Com o advento da internet essas mensagens ganharam o mundo através de "correntes" e acontecem sob forma de anúncios em sites e spam em e-mail. São sempre mensagens prometendo formas fáceis de se ganhar dinheiro. Geralmente estas mensagens são correntes baseadas na remessa de dinheiro ou mensagens sobre algum sistema de "trabalho em casa", "trabalhe na internet" ou "renda extra" e com o tempo foram aprimorando as chamadas, mas basicamente a ideia é: "ganho muito dinheiro fazendo nada". As correntes que são baseadas na remessa de dinheiro são fáceis de identificar e já são bem conhecidas (apesar de vermos muitas pessoas interessadas que caem neste golpe). O método utilizado é sempre o mesmo, uma pergunta mágica: "Você gostaria de obter sua independência financeira?". É natural que as vítimas caiam neste golpe, ainda mais se levarmos em consideração o número de pessoas desempregadas e desesperadas, mas lógico que o sistema é também alimentado pela ganância de outros.

Quase sempre estas mensagens são assim: "Quero lhe mostrar como você pode ganhar mais de R$ X por mês sem sair de casa. Isso não é nenhum truque, isso existe! No início, eu mesmo não acreditei, mas segui as instruções e o dinheiro começou a chegar! Parece impossível mas não é. É a pura verdade. Não é nenhuma enganação." A verdade é que não é tão fácil assim e este "esquema milagroso" é uma pirâmide financeira. Vamos usar como exemplo, uma renda mensal extra de R$ 5.000, veja como funciona:




níveis
participantes
total
1
1
1
2
5
6
3
25
31
4
125
156
5
625
781
6
3.125
3.906



Vamos supor, apenas supor, que entre no esquema (nível 1) e você consiga os 3.906 participantes através dos seus "amigos" (sem esforços e sem "spam"). Então você só precisa esperar que cada um dos 3.906 participantes cumpram as mesmas regras, as instruções e recomendações, para que você "consiga obter a renda miraculosa".

Essas "empresas" detentoras desses sistemas trabalham dessa maneira e tentam coagir as pessoas garantindo serem empresas legítimas que operam um plano de Marketing de Rede ou Marketing Multinivel, um nome bonito que dá a sensação de ser algo sério, bem estruturado, confiável e legal. Muitas vezes são apenas pessoas físicas ou utilizam um CNPJ de terceiros ou abrem empresas em endereços fictícios ou virtuais, ou Caixa Postal, cujo ramo de atividade não condiz com o tipo de trabalho e induz o "recrutado" a acreditar que realmente irá trabalhar com mala-direta ou outro tipo de publicidade. Na verdade até irá, mas não da forma como ele acredita ser. São atividades enganosas e ilegais.

Neste esquema, o passaporte para a independência financeira é você estar disposto em adquirir uma espécie de "direito a uma cota", vamos chamar assim. A partir deste momento, você estará dentro de uma "rede" e deve estar disposto a "vender" cotas iguais a estas que você adquiriu. Se preferir, pode chamar a cota de "produto" ou "serviço" apenas.

O produto, serviço (ou cota) é uma coleção de instruções através de papéis, mensagens, cartas e e-books, com instruções de como se tornar um milionário em tão pouco tempo com pouco esforço ou quase nenhum. Em resumo: "revender" o mesmo material que você recebeu, convencendo as pessoas a fazer o mesmo.

Voltemos ao exemplo exposto no quadro anterior onde você era o "topo da pirâmide". Desta vez considere que você já recebeu a mensagem de alguém que recebeu de outra pessoa e assim por diante, portanto, existem outros níveis desta pirâmide acima de você, por exemplo:



níveis
participantes
total
1
1
1
2
5
6
3
25
31
4
125
156
5
625
781
6
3.125
3.906
7
15.625
19.531
8
78.125
97.656
9
390.625
488.281
10
1.953.125
2.441.406
11
9.765.625
12.207.031
12
48.828.125
61.035.156
13
244.140.625
305.175.781
14
1.220.703.125
1.525.878.906
15
6.103.515.625
7.629.394.531



No 15.º nível serão 7.629.394.531 participantes da pirâmide. Mas, peraí, qual é mesmo a  população do planeta Terra? Tudo bem, vamos fazer a conta levando-se em consideração o nível 10 com 2.441.406 que deve representar a população de um estado brasileiro mediano. Se todos os participantes irão receber os R$ 5.000 mensais, então seriam necessários R$ 12.207.030.000,00.

Pense nisso...

Voltemos ao "marketing de rede" ou "marketing multinivel", seja qual for o nome, não importa, trata-se do velho e conhecido sistema de pirâmide financeira que funciona, basicamente, da forma que informei: você deve encontrar pessoas a quem "vender" os "produtos" e também "recrutar pessoas" não só para "vender" os "produtos", como também para "recrutar pessoas" não só para "vender" os "produtos", como também para "recrutar pessoas" e... Ufa... Confuso? Pois é dessa forma que funciona e as opções são infinitas...

Baseado em que as "empresas" alegam que se trata de marketing multinivel e não uma pirâmide (eles odeiam este termo)? Vamos pensar da seguinte forma: encontrar pessoas a quem "vender" os "produtos" é até um fato normal e corriqueiro. As empresas estão constatemente vendendo seus produtos e serviços e recrutando "vendedores" para esta função. Mas a partir do 2º é que o quadro muda. Que empresa recruta vendedores e incentiva os novos vendedores a recrutarem outros vendedores, a recrutarem outros vendedores, a recrutarem outros vendedores (e assim por diante)? Detalhe: para atuarem na mesma área e vender os mesmos produtos ou serviços, sem critérios mercadológicos e geográficos. Mesmo que isso fosse possível, cada participante irá "contratar" novos participantes que se tornarão, evidentemente, seus próprios concorrentes. O único que possui uma remota chance de ganho é aquele que inicia o sistema (ou pirâmide), pois, cada novo integrante do grupo pagará uma parte dos seus ganhos a quem o convidou. Os ganhos de cada participante são repartidos entre os integrantes de maior ascendência na rede, ou seja, o primeiro desta pirâmide.

Parece um "negócio da China", você terá liberdade, nada de chefes, de cobranças ou exigências. Cada participante é um "empresário" independente que ganha com as adesões de novos participantes. Ele não terá que fazer nenhum esforço!

As autodenominadas empresas de marketing de rede ou marketing multinível, nunca mencionam o tipo de trabalho que você irá fazer ou produto que irá vender. Basta você efetuar uma pesquisa na Internet, visitar sites e tentar identificar quais as "empresas" revelam claramente, qual é o serviço ou produto que vende.

Na verdade NÃO EXISTE PRODUTO OU SERVIÇO... A única preocupação das empresas ou participantes é tentar convencer o novo participante ou participante em potencial de que aquilo não é uma pirâmide financeira mas trata-se de uma nova modalidade de negócio que movimenta dezenas de bilhões por ano. Este fato é a única verdade nesta história: são outras dezenas de bilhões de esperançosos desesperados que investem suas reservas financeiras neste "novo negócio promissor",  a tal sonhada "liberdade e independência financeira".

E como eu sei disso? Para redigir essa matéria em 2008 eu tive que me "inscrever" no "programa" mas, lógico, não levei isso adiante. Consegui também obter informações com outras pessoas que participaram desse "programa". Foram meses de pesquisas pela internet e na época eu até consegui efetuar o download do "material de trabalho do STC". As pessoas que foram adiante tiveram grandes prejuízos, outra abriram os olhos antes de cometer alguma atitude impensada e momentânea, movidas por um desespero pessoal ou desejo oculto.

No meu caso foi um anúncio do STC, Sistema Trabalhe em Casa, em uma revista. Havia um telefone de uma cidade do interior de São Paulo que não atendia às ligações e uma Caixa Postal para solicitação de informações. Eu escrevi a eles usando apenas as iniciais do meu nome e um endereço comercial não dando mais informações pessoais minhas com medo do que eles poderiam fazer com meus dados pessoais.

Em um primeiro momento a "empresa" de STC envia a você um "folheto explicativo" que, na verdade, não explica como funciona o sistema. É muito papel para pouca explicação. Você é incentivado e convencido o tempo todo a fazer parte do "vantajoso programa". Dizem que você foi "escolhido" e "premiado", te enviam um certificado em forma de diploma, como se fosse uma premiação. Alertam que "algumas pessoas negativas farão com que você desista", referindo-se as pessoas que conhecem que este sistema não passa de uma grande "roubada" e tentam lhe alertar. Nem é preciso conhecer o sistema, basta ter bom senso: não existe maneira milagrosa de ganhar dinheiro fácil sem esforço!

Em seguida, tentam lhe convencer a efetuar um pagamento alegando "taxas de envio do material" e "treinamento". Sugerem, discretamente, que, a partir de um determinado momento, você também terá que efetuar o pagamento de uma outra taxa, que é para aquisição de um material "indispensável para seu trabalho". A ferramenta de convencimento é alegar que a taxa é cobrada porque muitas pessoas desistem e eles têm prejuízos, mas que você irá recuperar esta taxa em "X tempo" e blábláblá, pura bobagem. A taxa é alta, mas eles afirmam que você nem precisa trabalhar muito para recuperar isso no primeiro mês. O esquema é tão bem arquitetado que sugerem premiações para quem atinja determinadas metas: celulares, tablets, notebooks, carros e até casa!

Então é solicitado que você assine envie um certificado ou documento abrindo mão de vários direitos, como a exigência de reembolso da taxa, reconhecimento de que você não terá vínculo empregatício com eles, enfim, nada mais é do que um documento que atende apenas aos interesses da "empresa" e tenta protegê-los de um eventual processo que você possa mover contra eles (quando perceber que foi vítima de um golpe). Fala sério, uma empresa séria condicionaria um trabalho a você assinar um documento abrindo mão dos seus direitos?

Do pagamento da taxa até o "envio do material" para que você efetivamente "trabalhe" é um prazo muito grande, em geral uma média de 90 dias. Este prazo é proposital e tem vários objetivos, um deles é o tempo necessário até o da empresa "sumir" do mapa como acontece  em muitos casos.

A primeira decepção chega juntamente com o primeiro material: um e-book que contém uma verdadeira lavagem cerebral motivacional... este é o "treinamento"... São e-books e mais e-books de PNL, Programação Neurolinguística, afirmando que não se trata de uma pirâmide financeira, mas de um negócio do momento que irá lhe gerar um renda infinita e imensa.

A maior surpresa (e decepção) é quando você recebe, definitivamente, o "material de trabalho". Este "material de trabalho", pode ser apresentado em vários formatos, mas, em suma, nada mais é do que "cópias" do que você já recebeu... Isso mesmo. Mensagens iguais  e idênticas as que você recebe inicialmente quando se inscreve no programa enviado a eles uma mensagem solicitando informações. Não, você não leu errado, são as MESMAS "informações iniciais" citadas lá em cima para que você as repasse para outras pessoas. Enfim, o "trabalho" consiste em você fazer o mesmo que fizeram com você: enganar trouxas e arrecadar dinheiro... Pronto, você está dentro da pirâmide!


Nota: por alguns receberem pelos Correios, chamam isso de "serviço de envelopar e etiquetar mala-direta", como é publicado ainda em algumas revistas. No caso da internet, dizem algo como "trabalhar com anúncios", "publicidade" ou "ler e receber e-mails".

Uma das pessoas que testemunhou disse que era praticamente impossível "atingir as metas de produção" para ganhar os prêmios. Ela me disse que quando percebeu em qual cilada que ela havia entrado, ela resolveu dar continuidade para tentar recuperar o prejuízo financeiro inicial, porém as "metas" aumentavam a cada "entrega de trabalho" e que era constantemente pressionada e até ameaçada. Quando perguntei porque ela não deu queixa na polícia, ela  informou que fez isso mas que era uma empresa com outras atividades registradas junto à Receita Federal e que estas atividades eram legais, portanto, ninguém estava cometendo nenhum crime.

O "esquema" é profissional e muito bem feito. É estelionato. É como uma lavagem de dinheiro com a diferença de que aqui eles "esquentam" a atividade da empresa. Eles conseguem encontrar formas de fazer com este esquema não seja uma pirâmide financeira alegando que estão vendendo serviços e até alguns produtos (como o e-book que você recebe na primeira remessa), dessa forma, não configura nenhum crime. Por isso essas empresas são sempre denunciadas, investigadas mas continuam conseguindo exercer suas "atividades".

Se depois de ler tudo isso você ainda acredita que essas "empresas" trabalhem de forma legal e correta, o Google está aí para isso, para que você pesquise e verifique com seus próprios olhos as centenas de depoimentos de pessoas que caíram nesse golpe. Certamente muitos tem interesse que esse "negócio" evolua, cresça e vá adiante, portanto, também encontrará pessoas que irão argumentar que essas pessoas que reclamam e denunciaram o sistema não trabalharam o suficiente para atingir as metas, lógico, o interesse deles é que mais pessoas possam aderir ao "esquema". Não se iluda, como dizem por aí, só no dicionário "dinheiro" vem antes de "trabalho". 
 
E pela primeira vez em toda minha vida eu lhes faço um apelo em relação a uma publicação minha em blogs ou sites: que divulguem essas informações ao maior número de pessoas que vocês conheçam para evitar que mais pessoas sejam vítimas desse golpe já que polícia, Ministério Público e Justiça não tem conseguido colocar essas pessoas atrás das grades ou, quando conseguem, logo estão nas ruas, porque as penas para crime de estelionato são uma piada...

 






Os comentários estão fechados para todos os posts deste blog.

Publicidade

Época Cosméticos_Beauty OFF

Publicidade

Últimas publicações

Publicidade

Leia também

Minhas contribuições em outras publicações

Tecnologia do Blogger.

Facebook

Meu Spotify (Vida de DJ)

Publicidade

Publicidade

Estatísticas

DMCA.com Protection Status

I heart FeedBurner