A sua dor



Olá, amigo.

Sim: amigo. Porque eu continuo sendo aquela que insistia em ser sua amiga porque um dia olhou para você e te achou especial. Aquela que, apesar de falar da sua vida sem pudores ou restrições, escolhe a dedo as pessoas que irão fazer parte da vida dela.

Você era apenas um "username" e um "avatar". Aliás, nem avatar você tinha. Não tinha avatar, não tinha nome, não tinha descrição, não tinha nada. Era apenas uma identidade digital sem identidade. Uma dentre milhares de outras dentro do meu mundo, de centenas de milhões dentro do mundo todo de outras centenas de milhões de pessoas. Mas com o tempo você também passou a fazer parte do meu mundo.






De repente você já estava no meu arquivo de pessoais especiais, pessoas que passaram a fazer parte da minha vida, algumas mais próximas outras muito distantes, mas você já havia escrito um capítulo em mim que jamais seria apagado. A regra é clara, fez parte do meu mundo, a sua dor passa a ser também um pouco da minha. Essa é a tal sincronia que sabíamos que existe entre nós.

Um dia eu estava chorando aqui desse lado, e somente você sabia os motivos, enquanto dizia que queria estar enxugando minhas lágrimas. Hoje eu queria estar fazendo isso com você. Eu tomei muito tapa dessa vida. Eu queria poder te enganar e dizer que isso vai passar, que tudo vai ficar bem, mas a gente sabe que não vai.

Eu não posso dizer que sei como você se sente, mas imagino porque parte dessa dor está chegando aqui também. Eu não posso arrancar sua dor para que eu possa senti-la por você só para não te ver sofrer, mesmo que esse fosse meu único desejo porque eu sei que eu aguento a pancada. Eu não posso sacar uma varinha mágica e tocar em tudo que está fora de ordem e resolver os problemas de todas as pessoas que eu gosto. Apenas sigo sofrendo, alinhada ao coração das pessoas que eu amo. Sim, amo. Como amo tantos outros nomes e outros tantos rostos, não são muitos, mas eu já disse isso, e disse isso a você.

Eu acredito em Deus e ontem, depois de muito tempo, rompi minha barreira de silêncio com Ele. Não pedi nada para mim, pedi por você e pelas pessoas que estão ao seu redor. Mesmo com o coração esperançoso pedi para que a vontade dele fosse feita mas sem que as pessoas sofressem tanto. Não aguento ver as pessoas sofrendo, dói em mim, me causa impotência, desespero, angústia. Eu também sofro. Mas eu me jogo na cama, choro tudo o que eu puder chorar, depois me levanto e lavo o rosto. De vez em quando eu escrevo, vomito todos os sentimentos, então me sinto aliviada, solta, leve. Talvez por isso que eu esteja fazendo isso agora, mesmo sabendo que não vou me livrar dessa dor que estou sentindo agora, tampouco arrancar a sua.
Tenha uma coisa em mente, a gente não tem o poder de alterar o curso da vida e do mundo, mas temos poder de controlar como iremos reagir a tudo. Pouco tempo antes, ontem, estávamos rindo e você também me contava da forma como você conseguiu construir sua vida e me orgulhei de você. Percebi o quão maravilhoso ser humano você é e cheio de valores que para mim são os mais importantes. O quão você é forte o bastante para se levantar. Eu já sabia, mas a cada descoberta essa admiração aumenta. Às vezes a gente se sente tão frágil que se esquece da força gigantesca que existe dentro de nós.

Não posso mentir e dizer que a dor passa, ela apenas tende a diminuir com o tempo. É inútil te dizer para ser forte quando eu imagino que esteja quebrando por dentro. É redundante eu te dizer que a vida é efêmera e segue seu ciclo quando somos egoístas o bastante para querer manter todos que amamos do nosso lado. E acho que eu também estou sendo meio egoísta agora por querer te ver bem sabendo que isso também irá me fazer bem.

O que eu posso fazer é segurar sua mão bem forte enquanto você chora mesmo que eu esteja tão distante. Feche seus olhos e cruze suas mãos uma com a outra, sou eu segurando ela. Toque seu rosto levemente com sua mãos, sou eu o tocando, enxugando suas lágrimas e tentando te acalmar. Ou passe as mãos pelo seu cabelo como se eu estivesse te fazendo um cafuné te dizendo que estou aí e mentindo que tudo vai ficar bem porque não vai ficar. Mas faz parte do amor que a gente sente pelas pessoas enganá-las durante o sofrimento para que elas consigam prosseguir suas vidas. Em determinado momento a gente sempre encontra um jeito de superar tudo. Se não supera, aprende a conviver.

Essa é sua amiga te dizendo "te amo, amigo, e vou estar sempre aqui..."... ou aí... porque estarei sempre perto de você, à minha maneira, à sua ou a nossa, mas estarei bem próxima.






Os comentários estão fechados para todos os posts deste blog.

Publicidade

Época Cosméticos_Beauty OFF

Publicidade

Últimas publicações

Publicidade

Leia também

Minhas contribuições em outras publicações

Tecnologia do Blogger.

Facebook

Meu Spotify (Vida de DJ)

Publicidade

Publicidade

Estatísticas

DMCA.com Protection Status

I heart FeedBurner